domingo, 31 de agosto de 2008

Tore

Os dois maracas,
um fino e outro grosso,
fazem alvoroço
nas maos do Paje:
-Tore!
-Tore!
Bambus enfeitados,
compridos e ocos,
produzaem sons roucos
de querequexe!
-Tore!
-Tore!
La vem a asa-branca,
no espaço voando,
vem alto, gritando...
-Meu D us, o que eh?
-Tore!
-Tore!
-Eh o Caracara
que esta floresta,
vai ver minha besta
de apu catole....
-Tore!
-Tore!
Cabocla bonita,
do passo quebrado,
teu beiço encantado,
parece um cafe
-Tore!
-Tore!
Pra te ver cabocla,
na minha maloca,
fiando na roca,
torrando pipoca,
eu entro na toca
e mato a onça a quice!
- Tore!
- Tore!

poeta nordestino Ascencio Ferreira.....

sábado, 30 de agosto de 2008

Rua

Uma rua dacidade que eu moro.
Eh assim, calma tranquila
e mais ainda quando chega o Shabath...quase ninguem circulando.....
O sol quente,,
O silencio andando para ca e para la
com os ventos suaves passando....
e eu fico a imaginar...
pensar para que?
o Vazio mora......
as sombras calmas

sábado, 23 de agosto de 2008

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

a mesa...


a mesa,
as coisas na mesa
a gata embaixo da mesa
as plantas na janela sobre a mesa
muitos livros lidos e nao lidos sob a mesa
eh dificil viver sem
a mesa

domingo, 17 de agosto de 2008

Recife

Me encantou esta imagem de Recife, numa rua tao velha quanto a propria cidade.
Aqui nos tempos antigos se vendia de um tudo da epoca, a começar pelos escravos.
Vendia-se tambem tecidos, bois, cavalos, galinhas, materiais para trabalhos de roça......

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

eu sou uma megera




Eles estavam aos beijos,
daqueles que parecem que as bocas nunca mais se soltarao.
mas entao chego eu, de fininho,deslumbrada com o Baoba e rodeando-o
começo a clicar.e nao deu outra:o casal logo percebeu um intruso no seu campo
de açao.
O Baoba, uma arvore natural da africa tem este exemplar na praça dsa Republica, em Recife,
capital pernambucana.Ele esta ali desde sempre no meu campo de visao.Desde bem menininha eu o via ali frondoso na praça, quando ia ao colegio nos passavamos(eu e as coleguinhas colegiais) por ele e ele era um foco de brincadeiras e outras coisas mais.
Ele eh magestoso e voce pode compreender ao ve-lo
o porque do Pequeno Principe ser fascinado por um Baoba.....


este eh um diario atraves de imagens. a cronologia nunca sera a mesma. ele tanto pode estar no passado como no presente mas sempre com o futuro como meta, como se fosse O OLHO REAL.