quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

nosso mundo interior

Sempre estamos correndo atras de alguma coisa;
gostamos de uma coisa, detestamos outra,sofremos,
ficamos contentes, somos pobres, somos ricos,
queremos conseguir qualquer coisa, nos decepcionamos...
-toda a nossa vida cotidiana, é feita de perseguiçoes e fugas.
Mas, mesmo se a terra mudar, mesmo que todo o
Cosmo se transforme completamente, sempre teremos de conservar uma grande confiança,abraçando todas as coisas.
Nossa consciencia e nosso espirito não devem ser influenciados por nenhuma mudança exterior, por nenhum objeto de fora.,,,,,,,,

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

O ceu


\\|||||||||||||||||||| O meu corpo é como o Ceu, sem limites/////////////////////////////////

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

um poeminha zen

"Acima das nuvens um Ceu puro.
Aquem das nuvens, trovoadas e chuvas"

meus gatos....

UriUzzi

a noite todos os gatos são pardacentos
Schimschom

sou capaz de tudo...diz
ele eh o grande caçador da região...

domingo, 28 de dezembro de 2008

Era uma....

Foi em uma festa do "Bode Rei", la na Paraiba que eu fiz esta fotografia.O vaqueiro esta dando cachaça para seu bode.E ele bebeu, muito, alias beberam muito, os dois.Eu fiquei por ali, so observando.O homem ja passados dos 60, casado com uma mulher de menos de 30, ela estava gravida e com mais dois meninos pequenos na barrada da ua saia.
E no meio daquela festança toda era so alegria.Um cariri quente de rachar, as unicas alegrias são mesmo a cachaça e a smulheres novas. Fazer o que, ne?Eh a lei da vida deles.
O mundo continua girando do mesmo jeito.Aqui ou acola tudo esta sempre vivendo de acordo com seus proprios ritmos.....

sábado, 27 de dezembro de 2008

totalmente perdida....

È possivel imaginar quem mora aqui? Dentro a escuridão é breu.O cheiro do mofo, é como perfume dos vales floridos,
a minha sombra extatica me acompanha num sabado a captuar as imagens,sem muito prazer.
Cenas assim voltaram do passado remoto.Impossivel acreditar.
Uma sensação de estar num mundo paralelo.Nada aqui de fato é real, nada faz parte do meu mundo, me sinto flutuando entre imagens perdidas;ora ontem, ora hoje e nunca amanha acontece aparecer...Sensação de pesadelo....
Uma herança mal copiada e perdida, eis o que seja esta cidade aonde por ora eu passo meu tempo....

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Continuando com o pensamento nas mulheres

Mesmo depois de postar ontem, hoje a minha divagação mental continua nas mulheres.Especificar nomes fica cada vez mais complicado, porem um nome eu não poderia deixar de citar: Judith, a bela hebreia que decapitou o general de Nabucodonosor,Holofernes e salvou sua gente .....gosto muito desta figura Judith.
Continuando, lembro fas mulheres-indias que foram caçadas a laço pelos colonizadores e certamente estupradas, pois como elas iam querer deitar de boa vontade com aqueles nojentos e fedorentos?
As mulheres-africanas, que vieram escravas e que eram obrigadas a manter relaçoes sexuais com estes mesmos colonizadores, fedorentos, nojentos e grosseirões!
As mulheres de todos os paises conquistados por gueeras, sempre violadas,
As mulheres judias e ciganas que foram dizimadas nas camaras de gas dos nazistas alemães.
Enfim as mães do mundo,
a todas elas
a minha eterna admiração..........

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Hoje, meu imaginario fluiu....

Hoje amanheci pensando em algumas mulheres, (ou nas historias delas) que passaram pelo
planeta terra.E como as suas perfomances quase nunca são recordadas, lembradas..`Procurei uma foto no meu arquivo para ilustrar este post, e preferi uma minha quando gravida, la no fundo uma fotografia ampliada de um homem amado.Afinal as mulheres primeiro amam os homens, depois tudo o resto.....Fiz uma relação das mulheres que eu estava pensando ao acordar,
hoje:
a primeira foi a pintora italiana Artemisia Gentileschi,(secXVI)que era filha de um pintor da epoca do Caravaggio, e que foi estuprada por um ajudante de seu pai, e conseguiu que o estrupador fosse julgado e expulso da Italia.
em seguida vieram aos borbotões:---Deborah, governadora de Israel, numa epoca totalmente manobrada por homens, foi uma das juizas de Israel.
A filosofa/matematica Hipatia, ou Hipacia de Alexandria,neoplatonica, (aproximadamente 370 da Era Comum)que foi morta a pedradas porque ousou demonstar publicamente a sua sabedoria.
a pintora mexicana Frida Khalo, que mesmo vivendo unicamente de dores fisicas, conseguiu
se expressar em cores maravilhosas os seus quadros, seus amores.
A escrava Anastacia, que teve a lingua arrancada por sua senhora, por que a sua beleza estonteante desequilibrou o ritmo dos senhores seus donos.Viveu com uma mordaça no rosto ate morrer.

Golda Meir, que aos 16 anos começou a lutar pelo Estado de ERETZ ISRAEL.E foi uma ministra muito competente.

Tamar, a biblica, que salvou a semente de Judah, com muita audacia.
Estas mulheres hoje fizeram parte do meu imaginario, mas sei que são tantas que mesmo que eu queira não caberiam todas neste post..................................

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Hannukak


Nestes dias de Hannukak eu gostaria de mostrar so luzes, muitas luzes!

domingo, 21 de dezembro de 2008

O Sopro da Natureza







"Quando a Natureza magnanima, suspira,
Ouvimos os ventos
Que , silenciosos,
Despertam as vozes dos outros seres,
Soprando neles,
De toda fresta
Soam altas vozes.
Ja não ouvistes
O murulhar dos tons?
La esta a floresta, pendente
Na ingrime montanha:
Velhas arvores com buracos e rachaduras.
Como focinhos, goelas e orelhas,
Como orificios, calices,
Sulcos na madeira, buracos cheios d'agua:
Ouve-se o mugir e o estrondo, assobios,
Gritos de comando, lamentações,zumbidos
Profundos,flautas plangentes.
Um chamado desperta o outro no dialogo.
Ventos suaves cantam timidamente
E os fortes estrondam sem obstaculos.
e então o vento abranda.
As aberturas
Deixam sair o ultimo som.
Ja não percebestes como então tudo
treme e se apaga?

Yu respondeu:Compreendo:

A musica terrestre canta por mil frestas.
A musica humana é feita de flautas e de instrumentos.
Que proporciona a musica celeste?
Mestre Ki respondeu:
Algo esta soprando por mil frestas diferentes.
Alguma força esta por tras de tudo isso e faz
Com que os seus sons esmoreçam.
Que força é esta?

sábado, 20 de dezembro de 2008

Chuang Tzu


" O Caminho é sem principio nem fim, mas as coisas tem vida e morte-não podes confiar na sua plenitude.Num momento vazia, no momento seguinte, cheias--não podes confiar em sua forma.Os anos não podem ser sustados nem o tempo pode ser detido.O declinio, o crescimento,a plenitude e a vacuidade terminam para logo recomeçar.É assim que se deve descrever o plano do Grande Significado e discutir os principios das dez mil coisas.A vida das coisas é um galope, um arremesso temerario-a todo momento elas se alteram, a todo momento se desarticulam.Que deveras fazer, ou não fazer?Tudo ha de mudar por si, isso é certo."

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Delicadeza





As imagens me levam, me arremetem, me empurram para a delicadeza;
quanto tempo não ouço ou vejo escrita esta palavra!Me deu saudades.Nem sei de que mesmo senti saudades, ao pensar em Delicadeza!
È possivel que seja porque eu estou a ler o livro Kioto, do maravilhoso Kawabata e que seja por isso que eu tenha começado
a refletir sobre a Delicadeza.
Ate o som da palavra me faz bem, uma certa nostalgia , quem sabe?Mas uma nostalgia deliciosa, não sofrida ranhetada.No livro ele faz umas descrições tão perfeitas das arvores, das montanhas, dos vales , das flores, das meninas vestidas de kimonos e da paisagem de Kioto, que faz com eu me sinta la, do ladinho dele acompanhando o seu olhar.Delicia de Delicadeza!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

frutos, benditos sejam





Andei por aqui no meu ninho, brincando de ''naturezas mortas'', so que para mim elas são ''naturezas vivas''.
frutos ou frutas?tanto faz, doces aou azedas
de variadas cores são sempre benditos...
Mangas, Cupuaçu, Limões, Cajus e Coco do Babaçu
fizeram a minha alegria neste dia.
Eu, a maquina e a''natureza viva'',
estamos em sintonia com o Criador.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Frutas, flores e borboletas











Como as flores e as borboletas
todos sos frutos ou frutas
estão no apice da criação da natureza.
Tudo para deleite deste que D us fez a sua imagem e semelhança!!!!!!!!!!
Maravilha das maravilhas.




domingo, 14 de dezembro de 2008

a fonte e o voo do besouro

Eu agora,
estou ouvindo o voo do besouro, do Rimsky-Korsakov,(compositor russo) tocado por 8 pianos ao mesmo tempo.
Uma peça musical intensa de apenas um minuto e alguns segundos, os pianistas estavam suando no final!
Antes eu estava na praça degustando um sorvete de chocolate branco e ouvindo confidencias de uma desconhecida. E então, a tarde aos poucos foi chegando e de repente eu vi a iluminosidade da praça, e vindo da fonte.
Ai eu percebi, nossa , isso é uma cidade de interior, e eu estou aqui no meio desta praça, curtindo o tempo. Algumas pessoas passando, crianças correndo, e aquele gostinho de pacato deu para sentir como a vida é bela no simples modo de ser.
C'est la Vie! que frase que eu gosto!

sábado, 13 de dezembro de 2008

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

abraçando o verde, a natureza

Eu sai de casa hoje com o proposito de olhar as arvores que ainda existem no centro da cidade de Valença, Bahia.O dia estava lindissimo, propicio ao passeio e ao capatar imagens.Logo ao lado da minha vila existe uma casa , com uma jaqueira maravilhosa, e quando eu estava fotografando-a, passou por mim um jovem vendendo flores num carrinho de mão, tipo estes que se usa em construção, alias bem comum por aqui, os vendedores o utilizarem.Eu não resisti e sai correndo atras dele para fotografa-lo tambem.Afinal um contraste. A natureza e a artificialidade se encontrando no meu olhar.Aqui eu na hora senti, como o prazer e o desprazer andam juntos.O prazer de ver a beleza da natureza, real, um lugar fertil, aonde tudo que se planta nasce e este
gosto do ser humano pelo arificial, o sem brilho,o sem forma, a coisa desprovida de vida.E a falsa facilidade de obter isso, para mim o desgosto na minha caminhada valenciana de hoje. Um vendedor de flores artificiais.
Casa maravilhosa, com uma enorme arvore da jaqueira no jardim, a jaqueira esta cheia de frutos grudados no seu tronco e nos galhos mais grossos.

uma arvorezinha linda com um dendezeiro do lado, na praça da Republica, bem no centro de Valença.


Uma arvore da carambola, espremida coitada, entre dois espaços comerciais, ainda não sei como continua em pe, deve ser por milagre.



Arvore enorme da praça da Republica, não sei qual é, mas eu amo esta arvorezona.Ela me parece uma mãe daquelas antigas que paria muitos filhos.




quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Valença











Esta é a Valença que eu gosto.
Tranquila, final de tarde com um sol dourado a lhe beijar por todo o horizonte.
As pessoas sentadas na pracinha so olhando sem ver o tempo passar, crianças correndo,
carros, motos e bicicletas tambem seguindo por todas as direçoes.
As baianas fritando os acarajes e o cheiro do dende tomando conta dos ares,
penetra fundo nos sabores escondidos dentro de mim.
Esta Valença que eu gosto.




terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Natal em Valença, Bahia









Uma cidade quente, aonde a temperatura varia entre 28 a 32 graus, é hilario ver a decoração natalina que a prefeitura expos na praça principal.
A praça da Republica, a unica praça em toda a cidade para o lazer da turma, sem nenhum brinquedo infantil.
Uma homenagem aos povos do norte da Europa?,
A população aqui é digamos 98% de afrodescendentes.E o curioso é
que ninguem se manifesta, aceitam tudo, sem nenhuma voz de protesto.
Por que sera?
A neve no chão e nos telhados das casinhas chega ser patetico!

este eh um diario atraves de imagens. a cronologia nunca sera a mesma. ele tanto pode estar no passado como no presente mas sempre com o futuro como meta, como se fosse O OLHO REAL.