sexta-feira, 23 de fevereiro de 2007

A PERFEITA ALEGRIA


Existe na terra a plenitude da alegria ou nao?

Existe alguma maneira de se fazer com que a vida seja plenamente digna de se viver, ou isso

eh impossivel?Se existe essa maneira, como encontra-la?O que devemos tentar fazer?O que procurar evitar?Qual sera o alvo onde a sua atividade devera repousar? O que devera voce aceitar? O que devera recusar? O que devera amar? O que devera odiar?

6 comentários:

MCSCAK disse...

Perguntas profundas... e essenciais. Acho que chega uma determinada fase da vida que a gente passa a ser seletivo, questionador do que se deve amar, odiar, desprezar para evitar gastar energia à toa, com pessoas e coisas que não valem a pena. isso nos dá uma quietude muito interessante, diferente da inquietude da juventude(nossa ou daqueles que nos cerca). Concluo por aqui mas esse é o tipo que gera excelentes discussões.

A Mente da Mulher disse...

Concordo com o seu amigo do comentário acima.
E acho que todo mundo consegue ser feliz. É só deixar de procurar monstros dentro do armário ou debaixo da cama. Ser feliz é estar com a consciência tranquila de que trilhamos nosso caminho seguindo valores e princípios adquiridos (ou acumulados ao longo da vida).
Agora, atenção: este estágio só se atinge com a maturidade - diferente de idade.

Beijos

DIARIOS IONAH disse...

gostei de ambos comentrios e entao procurei em CHUANG TZU algo do assunto e gostei especificamente disto:
O nscimento de um homem eh o nascimento de sua tristeza.Quanto mais for vivendo, tanto mais estupido se torna, pois sua angustia para evitar a morte inevitavel torna-se cada vez mais intensa.Que amargura1 Ele vive pelo que esta sempre fora do seu alcance!A sua sede de sobreviver no futuro torna-o incapaz d eviver o presente!,,,,,,,,,,,,,,,,,
nada mais perfeito escrito ha milenios atras, ainda continua sendo a mesma preocupacao humana.
maravilhoso este CHUANG TZU!

philh disse...

Naum to querendo ser o pessimista do grupo, mais infelizmente eu discordo da maioria das pessoas aki, eu naum acredito em felicidade absoluta, para t falar a verdade achu improvavel até uma felicidade parcial.
Na minha opinião ninguem é totalmente feliz mesmo que seja por segundos..
eu por exemplo tenho muitos montros no armario e muitos debaixo da cama, e eles sempre me assombram mesmo sem que eu os procure, mais essa éminha opinião pois quem consegue mesmo por poucos mninutos encontrar uma certa felicidade pode se considerar bastante realizado... Pois isto pelomenos para mim é uma tarefa paricamente impossível....

MCSCAK disse...

Há pessoas que, quanto mais vivem, mais se tornam arrogantes e intolerantes com as outras. Principalmente algumas pobres almas que se tornam mais "letradas". infelizmente estou tendo de conviver com esse tipo agora no mestrado. É uma lástima como tem gente que parece que fica entediada, irritada, aborrecida com outras pessoas porque têm mais alguns conhecimentos na vida.
Também não acredito em felicidade absoluta - isso é uma utopia muito babaca, acredito na quietude que a vida nos traz e nós nos permitimos vivê-la.
A propósito, o que será que escrevi no primeiro comentário que possa ser atribuído a alguém do genero masculino?
Conceição :)

DIARIOS IONAH disse...

conceicao eu nao enrendi bem sobre
a frase que fala de
ser atribuida ao genero masculino.
nao entendi.
quanto a pessoas que se arrogam por obter um conhecimento amais que outro,
eh disto que fala sobre aquela famosa ma;a, de adam e eva,
a
arvore do conhecimento.

este eh um diario atraves de imagens. a cronologia nunca sera a mesma. ele tanto pode estar no passado como no presente mas sempre com o futuro como meta, como se fosse O OLHO REAL.