quinta-feira, 13 de setembro de 2007

correio, carta, greve

Com a greve do correio meu impeto por escrever as cartas manuscritas estao brecados e isso me deixa tremendamente chateada.
E eu nem posso fazer nada, a nao ser esperar que os trabalhadores desta empresa importantissima na minha vida consigam o mais urgente possivel que seus direitos reivindicados sejam atendidos, ou eu vou me entristecer a cada dia um pouco por nao estar realizando um prazer a mais na vida...

2 comentários:

Madu disse...

Ei! A carta que você escreveu pra mim está aí, bem no meio!

ângela disse...

nem me fale dessa greve... que graças à Deus acabou... aguarde sua cartinha... o blog hoje está DIVINO!

este eh um diario atraves de imagens. a cronologia nunca sera a mesma. ele tanto pode estar no passado como no presente mas sempre com o futuro como meta, como se fosse O OLHO REAL.